Artigo: Processo de Fiscalização em Um Conselho Regional de Contabilidade

28 de novembro de 2017

 

 

Autores:  Larissa Oliveira Gonçalves, Steffany do Carmo Boaventura da Silva, Fortunato Lopes Bennett  e Eloir Trindade Vasques Vieira

RESUMO

 

Quando da finalização da graduação em ciências contábeis, o então bacharel precisa estar registrado junto ao Conselho de sua categoria profissional. Diante da atual situação econômica do país, a população deveria se preocupar com a conduta ética de uma maneira geral, sejam de seus governantes, como também de outros profissionais de mercado, como os contadores, que devem ter conduta moral ilibada.

Assim, uma das possibilidades de atender a esta questão é a fiscalização buscando com que a sociedade possa ter a confiança na veracidade de que todas as informações por ele prestadas representam a verdade das demonstrações contábeis por eles vistos.

Portanto, o presente trabalho destacou a relevância da fiscalização do conselho regional de contabilidade – CRC frente às sanções impostas aos profissionais que ferem o código de ética da profissão.

Sobre esse assunto, foi efetuado o questionamento buscando identificar se o conselho encontra dificuldades na efetiva fiscalização dos contadores. A princípio acreditava-se que sim, quando se compara a quantidade de fiscais para realizar os procedimentos fiscalizatórios em relação ao número de contadores no Estado.

Após levantamento bibliográfico e pesquisa a campo, verificou-se que, desde o ano de 2015, a fiscalização exercida pelo CRC é feita de forma eletrônica, via internet, pelos fiscais, substituindo a maneira tradicional, a qual era feita in loco, onde os fiscais visitavam os Escritórios de Contabilidade, geralmente sem marcar data e horário.

O Sistema atual baseia-se em métodos determinados pelo Conselho Federal de Contabilidade – CFC, onde o profissional recebe um e-mail orientando-o sobre o início da Fiscalização Eletrônica, e os procedimentos são realizados em duas etapas.

Dessa forma, verificou-se que há sim dificuldades na efetiva fiscalização dos contadores. Cabe ainda destacar que, em se tratando das sanções, podem ser definidas como reservadas, multas e inclusive a perda do registro profissional.

 

 

Clique aqui e leia o artigo na íntegra:

 

 

 

 

Nota.: O conteúdo do artigo publicado é de responsabilidade única e exclusiva de seus autores. O CRC/MS não se responsabiliza por artigos assinados ou de origem definida. Mesmo quando não publicados, os originais não serão devolvidos.