Editorial: A Importância da Ética no Exercício da Profissão Contábil

5 de dezembro de 2017

 

Caros colegas,

 

O Conselho Federal de Contabilidade colocou em Audiência Pública, desde o dia 24/11, a minuta do novo Código de Ética Profissional do Contador, que tem por objetivo fixar a conduta do Contador, quando no exercício da sua atividade e nos assuntos relacionados à profissão e à classe. O Código se aplica também às prerrogativas profissionais dos Técnicos em Contabilidade.

 

A minuta do novo CEPC está à disposição da Classe Contábil e de toda a sociedade para apreciação e sugestões, todos podem conhecer e opinar sobre o conteúdo até o dia 24/02/18. Em vista disso, queremos convidar todos para estarem acessando o link: http://cfc.org.br/tecnica/audiencia-publica/ para conhecer a minuta da NBC PG 01 – Código de Ética Profissional do Contador e, também, dar sua contribuição no novo texto.

 

Queremos, também, enfatizar a importância da ética no exercício da Profissão Contábil, pois labutamos numa das melhores profissões da atualidade e uma das que mais cresceram nos últimos anos, mas ainda padecemos de problemas antigos, que não são privilégios da nossa profissão, mas que prejudica a categoria e que é fonte de reclamação de muitos profissionais: a falta de ética que se traduz em concorrência desleal, falta de união, honorários irrisórios muito abaixo do valor real, fraudes, corrupções, omissão de informações visando ganho ilegal, entre outras.

 

Também, acontecimentos recentes ocorridos na área contábil no Brasil e no mundo tentam agredir a imagem desta profissão que sempre lidou com um elemento precioso para as empresas, que é a informação, relativas a área financeira dos patrimônios e negócios pertencentes a terceiros.

Com o processo de globalização, com o crescimento econômico, nós, Profissionais da Contabilidade ganhamos cada vez mais importância no mercado, importância esta que trouxe um maior grau de responsabilidade no exercício de nossa atividade, por termos nos tornado também, gestores de informação.

 

Por isso a ética profissional tem um papel muito importante, pois temos que ter preparação técnica e um excelente nível de comprometimento, capaz de identificar-nos como profissionais diferenciados, e que não estamos abertos à participação com atos e ações reconhecidos pela sociedade como imorais ou ilícitos, o que somente pode ser alcançado com a demonstração de nossas boas ações, dos nossos valores e deveres éticos pessoais e sociais.

Portanto, caros colegas, ética é o conjunto de normas de conduta que deverão ser postas em prática no exercício de qualquer profissão; o ponto chave na formação de qualquer profissional, e principalmente na Profissão Contábil. Para sermos éticos devemos exercer nossa profissão com: zelo, honestidade, sigilo e competência.

 

Nós, Profissionais da Contabilidade, temos que ter um comportamento ético-profissional inquestionável, saber manter sigilo, ter conduta pessoal, dignidade, honra, competência e serenidade para proporcionarmos, aos nossos clientes e aos usuários da contabilidade em geral, informações com a segurança e confiabilidade que eles merecem.

Devemos exercer a Profissão Contábil combinando competência com ética. Onde, competência é fazer o certo, e ética que seja feito de maneira correta, repercutindo na boa reputação da profissão.

 

Para encerrar, convidamos vocês para participarem, nesta quinta-feira, dia 07/12, da Palestra “SPED como Ferramenta de Gestão Tributária”. O evento tem inscrições gratuitas e é uma promoção do IPOG em parceria com o CRC/MS e com a FAMASUL que oferece mais uma oportunidade de desenvolvimento profissional para os Profissionais Contábeis. Contamos com a participação de todos.

 

 

Um grande abraço!

 

Contador Ruberlei Bulgarelli
Presidente – CRC/MS